Informação sustentável para uma vida mais consciente

Informação sustentável para uma vida mais consciente

Vamos mudar

Dicas e guias para fazer diferente
Annie Spratt
121502762_1786925418126080_4155832886780902380_n

Fair News

O consumismo é típico da época natalícia. Existe a tradição de encher a casa de decorações e de rodear a árvore de natal de muitos e muitos presentes. Por vezes, valoriza-se mais a quantidade do que a qualidade e todos vemos, no final, o lixo que se acumula ou a falta de espaço lá em casa para tantos objetos novos de que, na verdade, não precisávamos. Está na altura de olharmos para o Natal de uma forma diferente

1.
Faça doações solidárias
No contexto atual, a solidariedade faz ainda mais sentido. São várias as organizações para as quais podemos contribuir em nome da pessoa a quem queremos dar um presente, em áreas tão diversas como a defesa do ambiente ou a ajuda no combate à Covid 19 e às suas consequências. Algumas ideias: Worldwide Fund for Nature, Greenpeace, Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente, Banco Alimentar, Comunidade Vida e Paz, Liga Portuguesa Contra o Cancro, Associação Salvador, Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

2. Ofereça experiências
Mais do que os presentes, o que fica muitas vezes do Natal são os rituais, as tradições e as memórias do tempo passado em família junto daqueles de quem gostamos. Porque não apostar exatamente nisso: em tempo de qualidade com aqueles que temos na nossa lista de presentes? Opte por oferecer uma experiência que possa ser vivida em conjunto com essa pessoa – um workshop (de culinária ou nutrição, de mindfulness ou sustentabilidade, de pintura ou dança…); uma subscrição de um serviço de que possam usufruir em conjunto (de música, de audiolivros, de séries e de filmes, de meditação ou mindfulness…); bilhetes para ver um espetáculo de teatro, um concerto ou uma prova desportiva; um vale personalizado, que sirva de pretexto para um programa a dois, em família ou de amigos.

3. Crie os seus presentes
São aquelas três letrinhas mágicas: DIY – Do It Yourself. Faça você mesmo. Com poucos recursos e com um grande potencial de personalização, pode criar os presentes perfeitos para os amigos e familiares. Aposte na reutilização de materiais que tem em casa ou faça pequenos investimentos. Depois, é só deixar a criatividade entrar em ação. Estes presentes são bastante mais económicos e usam poucos ou nenhuns recursos novos. Alguns exemplos: Roupa (pode reutilizar roupa antigas que já não usa e criar novas peças); Arte (faça desenhos ou pinturas, crie peças de decoração); Joalheria (invente brincos, colares e pulseiras com materiais que tenha em casa); Culinária (com mais ou menos dotes, é possível fazer doces, biscoitos, bolos, granola e tudo o mais que a gulodice permitir – aproveite e use frascos antigos como embalagens); Cosmética (procure receitas e experimente fazer sabonetes e champôs).

4. Opte por produtos em segunda mão
Seja em mercados de segunda mão ou em lojas físicas e online especializadas, não faltam peças mais do que válidas (e lindas!) que já pertenceram a alguém e que agora procuram um novo dono e uma nova vida. Com esta opção, promove-se a Economia Circular e reduz-se consideravelmente o impacto negativo no ambiente. Livros, roupa e acessórios, brinquedos, móveis e objetos para a casa… são muitas as possibilidades. Depois, basta personalizar com um embrulho bonito ou um cartão especial.

5. Escolha produtos sustentáveis
Se a opção for mesmo comprar alguma coisa nova, lembre-se que tem sempre a oportunidade de, nesse ato, apostar num mundo melhor. Contribua para um comércio justo e sustentável, escolhendo as lojas em que compra e optando por peças com qualidade (com tecidos como linho, cupro, modal, tencel ou algodão orgânico, e materiais como a madeira ou a cortiça), com durabilidade e com utilidade.

6. Prefira embrulhos com materiais já existentes ou recicláveis
Não é necessário comprar papel de embrulho novo para ter os presentes mais bonitos da árvore de Natal. Use revistas ou jornais antigos, embrulhos de presentes antigos, tecidos ou papel kraft personalizado com pinturas ou estampagens. No final, decore com ramos de flores, frutos secos ou especiarias. Há presentes que nem precisam de embrulho, basta juntar um detalhe decorativo e ficam perfeitos – eliminando, assim, o desperdício. E não se esqueça: depois de desembrulhar tudo no dia de Natal, guarde os embrulhos para os próximos presentes ou, então, ponha-os na reciclagem.

7. Tenha uma árvore de Natal com menos impacto no ambiente
Segundo a Wild World Foundation, são precisos 20 anos de uso de uma árvore artificial para equivaler à pegada ambiental do uso de uma árvore verdadeira. Além disso, a maioria das árvores de plástico vem da China, o que significa que tem uma pegada de carbono muito significativa e é produzida com produtos químicos prejudiciais ao meio ambiente. Se já tem a sua árvore artificial em casa, trate-a com cuidado, de forma a preservá-la o máximo de tempo possível e não precisar de comprar outra nova. Caso não tenha, alugue uma verdadeira, que possa ser replantada depois. Veja aqui a sugestão do Pinheiro Bombeiro. Para a decoração da árvore, opte também por acessórios que já tenha ou que sejam feitos de materiais amigos do ambiente. Pode ainda usar flores secas.

Feliz Natal!