Informação sustentável para uma vida mais consciente

Informação sustentável para uma vida mais consciente

histórias que nos inspiram

Marcas, pessoas, projetos e objetos
Ruben Branches / Fair Bazaar
Screen Shot 2020-10-13 at 19.54.50

Filipa Veiga

Editora e professora de Yoga

No seu site Please Consider, a chefe de cozinha Joana Limão apela a que os leitores considerem ter uma vida mais sustentável: na alimentação, nos produtos que utilizam, na forma como se veem a si e ao mundo

Por favor, considerem Joana Limão. Esta chefe de cozinha tem um convite especial a fazer-nos: embarcarmos numa viagem em que consideremos algumas coisas e que, a partir de uma perspetiva diferente, mudará a nossa visão do mundo, de nós próprios e do planeta. Sem medidas extremas. Porque gosta de tudo o que é natural, consciente, sem aditivos e feito em casa, é esse o desafio que nos propõe. “Sem dramas ou passos difíceis de tomar”, sublinha.

Joana é chefe de cozinha, no entanto, o seu projeto não se resume só a comida, mas também a despertar consciências, crescer, evoluir. Pratica ioga, mas mesmo se não fizesse assanas ou meditação, seria uma iogi natural. “Penso que é tudo uma viagem e fiquei mais consciente quando comecei a conhecer os aspetos reais de cozinhas profissionais. Coisas como o desperdício alimentar, as condições de trabalho, o stress e a tensão, a origem dos ingredientes, tudo começou a levantar muitas questões na minha cabeça, e isso fez com que quisesse seguir o meu próprio caminho e começasse a cozinhar para os meus convidados”, conta, com o grande sorriso de quem tem uma alma positiva e curiosa, um coração bondoso e uma sincera preocupação pelo futuro do planeta e de quem nele habita.

Da mesma forma que o limão tem propriedades alcalinas no nosso corpo, Joana Limão limpa o nosso interior, o nosso coração e o nosso mundo. É essa a sua grande missão. “Se pudesse descrever numa palavra o que está a acontecer hoje em dia, diria ‘evolução’. Mesmo vivendo um período de turbulência, acredito que, mais do que nunca, estamos no meio de uma grande mudança de paradigma em todos os aspetos.” O seu positivismo é inspirador. “As pessoas têm mais acesso à informação, estão mais motivadas para a mudança e começam a perceber que, pouco a pouco, as suas ações realmente contam. É fácil ficar desanimado quando se leem as notícias, mas também é excitante ser capaz de testemunhar estes tempos de consciencialização.”

O que esperar quando Joana cozinha?
“Diria que o meu estilo de cozinha é rico em plantas. Adoro esta expressão.” Uma dieta com alimentos derivados de plantas, incluíndo vegetais, grãos, sementes, frutos e frutas, sem produtos animais. O maior benefício deste tipo de dieta é a prevenção de doenças, um mais fácil controlo do peso e uma menor pegada ecológica. Não será por acaso que um estudo recente feito por 107 cientistas, para o Painel Intergovernamental das Nações Unidas em Alterações Climáticas, defendeu que mudar para uma dieta à base de plantas pode ajudar a combatê-las. A saúde tornou-se uma das principais preocupações por estes dias e os cientistas aconselham a população a mudar a sua dieta, consumindo menos produtos animais e mais vegetais. “Cozinho à base de plantas, sobretudo ingredientes vegans e naturais e com abundância de frutas e vegetais frescos. Sou apaixonada por encontrar novas formas de cozinhar vegetais, mudando a sua textura e sabor, criando combinações deliciosas e prendendo as pessoas ao que estão a comer.”

Joana Limão é uma criadora. Não se limita a cozinhar, vê uma refeição como uma criação de arte, rodeando-se da energia da beleza, da paz e do equilíbrio. “Cozinho sempre com música, mantras, velas, cristais, ervas e óleos. Acredito que isto entra na vasta definição que tenho de cozinha rica em plantas. Usar as plantas em todos os seus aspetos e possibilidades.”

As plantas são, de facto, verdadeiros medicamentos acessíveis a todos. Como dizia Hipócrates, “deixem a comida ser medicina e a medicina ser comida”, uma frase que volta a ganhar um novo sentido quando a saúde não é apenas física e os seres humanos são vistos como um todo, com corpo, mente e alma. “Quando partilho as minhas receitas, é exatamente isso que quero: que as pessoas se sintam alimentadas no seu interior e no seu exterior. Alimentadas em termos de calorias, nutrientes, energia, vibrações e amor”, explica. A comida feita com amor sabe melhor e Joana Limão procura este sentimento.

Quando se tenta mudar para uma alimentação em que os vegetais ocupam a maior parte do prato, surgem sempre dificuldades. Joana tem consciência de que “toda a gente quer ser saudável, mas ninguém quer passar o tempo a comer saladas aborrecidas ou legume demasiado cozinhados. O que é importante é dar às pessoas comida excitante que também é boa para elas! É o que sinto que faço, é a missão que acredito ter”.

O processo de mudança
Todos atravessamos processos de mudanças. O primeiro passo é ler textos como este. O passo seguinte é abraçar a mudança e sentir a necessidade de seguir conselhos como estes que Joana nos dá. Joana Limão também teve o seu processo de transformação. Vinda de uma tradicional família portuguesa, fez tudo o que era suposto fazer até descobrir outros caminhos. “Estava a estudar design e detestava, por isso sai da Universidade e comecei a trabalhar em todos os tipos de cozinha. Fiz o clássico treino de cozinha francesa, em Lisboa, e continuei a trabalhar na indústria. Pouco a pouco, desenvolvi o desejo de trabalhar como freelancer, de seguir as minhas próprias regras, de cozinhar com o meu coração inteiro. Ao início fazia refeições mais leves com ingredientes locais, a seguir comecei a cozinhar mais e mais plantas e depois fiz um esforço para desperdiçar menos ingredientes e evitar as embalagens… E ainda estou a aprender muito!”. Não existe fim no caminho da evolução. “É realmente bom trabalhar com pessoas nas áreas da sustentabilidade, porque estou constantemente a ser inspirada e a querer elevar a fasquia, aprender mais e testar novas receitas. Esta comunidade de pessoas mais conscientes está a ajudar-me a despertar cada vez mais.”

Onde encontrar Joana
Joana Limão partilha as suas receitas no seu blogue, onde também podemos conhecer o seu estilo de vida e os seus passos para uma vida mais consciente, mais perto da natureza, mais perto da nossa essência. “Com o meu site, pleaseconsider.com, quero que os meus leitores (por favoooor!) pensem em considerar um estilo de vida mais consciente. Isso inclui a forma como cozinham, mas também os ingredientes que compram, os produtos que usam, a maneira como se veem e como veem o mundo. O meu objetivo é despertar-lhe o desejo de experimentarem. E depois decidirem se faz sentido para eles. É difícil mudar tudo de um dia para o outro, gostavam que fizessem as mudanças que acreditem serem possíveis, pouco a pouco, e vejam como isso afeta as suas vidas. Acredito que uma pequena mudança traz muitas outras, por isso, é esse o meu objetivo: uma pequena vitória depois de outra.”

Passos diários para uma vida sustentável
No seu site, Joana Limão partilha receitas e dá conselhos para uma vida mais sustentável, seja de beleza, bem-estar ou sobre a vida em casa. Por exemplo? “A minha rotina de beleza diária é muito mais sustentável hoje em dia do que há uns anos. Tenho orgulho em usar apenas cosméticos orgânicos e apenas uma mão cheia deles. Champô e condicionador sólidos são a minha última descoberta e estou apaixonada. O copo menstrual (adoro e recomendo o Organicup) é uma coisa que acredito que todas as mulheres deviam ter.” E na rua, que truques nos deixa? “Quando que saio, tento levar o meu copo reutilizável, uma palhinha de vidro ou de bambu, e um objeto que é uma colher e um garfo que me salva, muitas vezes, de ter de usar talheres descartáveis. Levo um saco de algodão dobrado na mala para todo o lado, porque, se precisar de comprar alguma coisa, tenho onde a transportar. E a prática mais sustentável, na minha opinião? Recusar. Há muitas, muitas coisas de que simplesmente não precisamos.”

O amor é o caminho
“Sonho com um mundo mais sustentável, onde as pessoas comam mais plantas, se preocupem com o planeta e tenham tempo para estar com elas, em silêncio. Penso que tudo se resume àquela palavra de quatro letras: AMOR! Se vivermos nessa vibração do amor, tomamos melhor conta de nós, da comida que escolhemos comer, das pessoas à nossa volta, do nosso planeta.”

E que receita final nos deixa Joana Limão? “Vivam plenamente hoje, sejam conscientes de vós próprios, dos outros e do planeta, ajam pelo amor e divirtam-se pelo caminho!”

www.pleaseconsider.com