Informação sustentável para uma vida mais consciente

Informação sustentável para uma vida mais consciente

VAMOS MUDAR

Dicas e guias para fazer diferente
Alex Gruber - Unsplash

Sofia Dezoito Fonseca

Fair News

Greenwashing é um termo em língua inglesa usado quando uma empresa, organismo público, organização não governamental (ONG), ou qualquer outra entidade, divulga ou promove práticas ambientais positivas, quando a quase totalidade da sua actuação é claramente contrária aos interesses ambientais e ao desenvolvimento sustentável. Trata-se do uso de ideias ambientais para a construção de uma imagem pública positiva de “amigo do ambiente” que, porém e infelizmente, não é condizente com a real gestão, negativa e causadora de degradação ambiental. O greenwashing tem sido uma prática de gestão (nociva, claro) muito adoptada (in Jornal Público).

Vemos hoje em dia que o “ser sustentável” está na moda e vende. E, claro, as marcas estão atentas e querem tirar proveito desta tendência aparentemente lucrativa.

Isto traz para os consumidores desafios enormes, porque nem sempre é fácil distinguir o que é mesmo pró-ambiente e pró-sustentabilidade, em detrimento do que é apenas publicidade enganosa.

Algumas dicas que podem ajudar a decifrar algumas destas situações:

– Confirme se as certificações da empresa ou marca são verdadeiras (certificado B-corp, certificado biológico, GOTS, entre muitos outros);

– Procure ler sempre a composição do produto, principalmente têxtil, de forma a determinar se é proveniente de fontes sustentáveis ou não;

– Veja se a embalagem é reciclada e reciclável;

– Confirme que, no caso de campanhas publicitárias, estas são suportadas por organismos ou pessoas ligadas à área da sustentabilidade e que conferem autoridade sobre o tema;

– Procure saber a origem do produto: onde foi produzido, por quem e em que condições – isso também é ser sustentável e responsável socialmente;

– Não acredite em todas as “etiquetas” de roupa das cadeias de fast fashion que supostamente criam agora linhas mais sustentáveis e procure saber se realmente a marca é no seu todo responsável ambientalmente.

 

Sobretudo, esteja atento e alerta. Porque enquanto consumidores é fácil irmos ao engano, mas também é da nossa responsabilidade questionar e pedir provas de que a marca é aquilo que promete ser.