Informação sustentável para uma vida mais consciente

Informação sustentável para uma vida mais consciente

PENSO, LOGO SOU SUSTENTÁVEL

A opinião de quem sabe
Jeff Griffith

Joana Dias da Cunha

Fair News

No verão de 2008 fui para Moçambique como voluntária, trabalhar com crianças e ajudar a comunidade de Nacaroa, uma localidade muito pequena e muito pobre que não tinha eletricidade nem outros confortos que damos como certos no mundo ocidental. Depois de uma experiência muito marcante, regressei a Lisboa com o sonho de construir um projeto de impacto social. Criámos Kuxukuru – que significa “obrigado” em Macua – e produzimos peças a partir das famosas capulanas. As vendas destes produtos feitos com tecido típico de Moçambique revertiam a favor da missão de que tinha feito parte. Sei hoje que Kuxukuru foi o início do meu percurso como empreendedora de impacto social. O espírito de Zebra já lá estava e, sem perceber o seu significado, as sementes já tinham sido plantadas.

Com a Fair Bazaar, tornei-me definitivamente uma Zebra. E o que fazem, afinal, as Zebras? No mundo das startups, fala-se muito de Unicórnios… A Uber, a Farfetch e a Amazon são alguns exemplos. As empresas Zebra, por oposição às Unicórnio, são reais e autênticas: são brancas e pretas. Procuram o lucro mas têm uma causa, não sacrificando um pelo outro, e têm como objetivo conseguir crescer de uma forma sustentável. Enquanto as empresas Unicórnio procuram o lucro exponencial e têm uma abordagem mais competitiva, as Zebras trabalham de forma colaborativa; valorizando a qualidade sobre a quantidade.

Acredito que a Fair Bazaar tem todas as características de uma zebra, não encorajando as pessoas a comprar mais mas sim a comprarem melhor e de uma maneira mais sustentável. Não é o sucesso rápido nem a riqueza imediata que nos deve mover, mas sim a criação de valor real nas nossas comunidades: de forma autêntica e transparente; sem competição e com colaboração; e sabendo que estamos a contribuir para um futuro melhor – só isso já é um enorme sinal de sucesso. Todos temos a possibilidade e a responsabilidade de criar um mundo mais sustentável. Cada passo conta e com hábitos simples e consistentes podemos fazer uma grande mudança.